Planejamento Anual de Atividades – 2010

Referente ao período de 01 de janeiro de 2010 a 31 de dezembro de 2010.

1. IDENTIFICAÇÃO

1.1. Instituição de Ensino Superior: Universidade Federal Fluminense
1.2. Grupo: Economia
1.3. Portal do Grupo: http://www.uff.br/peteconomia BLOG: http://blogpeteconomiauff.blogspot.com
1.4. Data da criação do Grupo; 1º. de setembro de 1995.
1.5. Tema (somente para os grupos criados a partir dos lotes temáticos):
1.6. Curso de graduação ao qual o grupo está vinculado: Economia
1.7. Habilitação oferecida pelo curso de graduação ao qual o grupo está vinculado:
( ) Licenciatura ( X ) Bacharelado ( ) Licenciatura e Bacharelado
1.8. Nome do Tutor: Lérida Maria Lago Povoleri
1.9. E-Mail do Tutor: povolerida@gmail.com
1.10. Titulação e área: Doutor em História Social (IFCS/UFRJ)
1.11. Data de ingresso do Tutor (mês/ano): Julho de 2002

2. ATIVIDADES PROPOSTAS
No planejamento geral das atividades considere:
• O compromisso com a formação acadêmica de qualidade, ética e cidadã; com a indissociabilidade ensino, pesquisa e extensão; com a preparação dos alunos para atuar no seu futuro campo profissional e com a melhoria do curso de graduação ao qual o grupo está vinculado.
• Participação dos integrantes do grupo em atividades que visem à interação entre bolsistas e não bolsistas e com o curso de graduação ao qual está vinculado, de modo a viabilizar o efeito multiplicador do PET sobre a comunidade acadêmica e a interação do grupo com o projeto pedagógico do curso.
• O desenvolvimento de competências básicas pelos integrantes do grupo no uso da linguagem escrita e oral, em idioma estrangeiro e na área de tecnologias de informação e comunicação.
• Atividades inovadoras na graduação.
• Ações para diminuir a evasão e repetência no(s) curso(s) de graduação.
• O caráter multi e interdisciplinar das atividades.

* Os grupos criados em 2009 deverão manter, no preenchimento do formulário, as atividades definidas na proposta que encaminharam a SESU/MEC por ocasião do referido Edital.

2.1. Atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão
No planejamento de atividades de ensino considere:
• Pertinência das atividades no contexto do PET.
• Contribuição para o desenvolvimento de novas práticas e experiências pedagógicas no curso de graduação ao qual o grupo está vinculado.
• Complementaridade entre ações de pesquisa e extensão e os temas/ações tratados no âmbito do PET.
• Benefícios acadêmicos da atividade para o grupo e para a comunidade acadêmica do curso ao qual está vinculado.
• A contribuição para a formação cidadã dos integrantes do grupo e o desenvolvimento social.
• Resultados esperados (produção de material didático, apresentação e publicação de trabalhos).

* Na descrição das atividades, destacar a forma como as ações de ensino, pesquisa e extensão serão desenvolvidas.
O Grupo PET de Economia vem se organizando há vários em torno de tema econômico com diversificadas formas de enfoque. Percebe-se que esta forma de organizar a atuação do Grupo durante o ano tem resultado em melhoria na execução do planejamento, bem como tem estimulado a participação de vários professores e alunos em nossas atividades.
Neste ano de 2010 pretendemos ter dois eixos temáticos que se articulam e orientam as atividades que iremos realizar. São eles: PENSAR O FUTURO e ANÁLISE DA CONJUNTURA ECONÔMICA DO BRASIL.
A partir desses dois eixos as nossas atividades propostas, tanto as que partem mais voltadas para a pesquisa ou para o ensino, sempre estarão subsidiando a atividade de extensão e se articulando umas com as outras sem perder de foco a interdiciplinariedade, a interelação entre o ensino, a pesquisa e a extensão.
Como não poderia deixar de ser pretende-se não só inovar em termos de práticas de transmissão de conhecimento, mas também contribuir para a formação de profissionais de qualidade trazendo benefícios para a comunidade acadêmica e externa assim como, colaborar para o desenvolvimento sócio-cultural de todos os envolvidos.
Pretende-se também com as atividades a serem realizadas gerar produtos que possam contribuir com a melhoria do ensino de economia através do uso, em sala de aula, de folhetins de resenhas, divulgações de boletins de conjuntura e divulgação de textos de economia no blog – o que já vem ocorrendo. Ao final deste ano será publicado, em formato de livro, o resultado dos trabalhos sobre o tema do ano e que foram apresentados, parcialmente, em eventos acadêmicos. Também serão impressos dois Boletins de Conjuntura lançados, em forma de seminário, no final do primeiro e segundo semestre letivo. Todo esse material deverá ser utilizado em nossos minicursos (dois) os quais contarão com a participação de pesquisadores de orgãos de planejamento do governo federal e estadual.
Seguem a descrição das ações planejadas pelo Grupo:
1 – Boletim de Conjuntura: O Boletim de Conjuntura é um trabalho que vem sendo desenvolvido pelo grupo PET-Economia/UFF com orientação de professores da Faculdade e em conjunto com vários alunos da graduação. Tem-se como objetivo a análise macroeconômica da economia brasileira com particular foco nos itens: nível de atividade; mercado de trabalho; inflação e política monetária; setor público e política fiscal; política cambial e setor externo, assim como as contas nacionais.
O trabalho consiste na captação de dados econômicos relacionados aos itens supracitados e, a partir dessa base empírica, descrever o comportamento da economia brasileira ao longo do semestre em questão, à luz dos conceitos estudados na graduação e durante a pesquisa. São realizadas reuniões gerais semanais entre professores e alunos com o intuito debater as análises realizadas e sanar dúvidas pertinentes.
Ao longo do ano, serão confeccionados dois boletins, sendo o primeiro divulgado ao final do primeiro semestre e o segundo ao final do segundo semestre de 2010, ambos a serem impressos e distribuídos à comunidade acadêmica interna e externa à UFF, além da divulgação on-line no blog do grupo. Cada boletim terá uma apresentação com o intuito de expor à comunidade acadêmica, com foco maior nos alunos da graduação, os resultados obtidos na pesquisa realizada.
Desta forma a atividade visa envolver características de pesquisa ensino e extensão. A pesquisa dar-se-á principalmente na busca por dados e pelo material necessário à formulação do Boletim. O ensino apresenta-se no ganho intelectual e prático obtido pelos petianos e alunos de graduação durante a análise de dados, na produção textual de suas observações e conclusões e no contato com professores especialistas e alunos mais adiantados, assim como, na passagem de conhecimento para os demais alunos através das publicações. Ademais, a associação do grupo PET com outros professores e alunos não-petianos da graduação para a montagem de um Grupo de Conjuntura reforça o caráter extensivo do grupo PET como meio de incentivo à integração acadêmica.
O Boletim de Conjuntura tem sido utilizado por professores do curso, ou não, em sala de aula como material explicativo e demonstrativo e servirá de base de dados e/ou apoio para demais atividades do PET-Economia como o Mini-Curso e a atividade central de pesquisa.
Contudo, a produção do Boletim de Conjuntura não visa apenas a produção de material científico a ser publicado e utilizado em outras atividades do grupo, assim como por professores em sala de aula, mas também fornece aos petianos e alunos de graduação a possibilidade de vivenciar atividades típicas e fundamentais de sua profissão possibilitando um desenvolvimento teórico e prático além do oferecido em sala de aula.

2. – Seminário de pesquisa – Os integrantes do PET organizarão mensalmente seminários de pesquisa onde serão apresentados relatórios do desenvolvimento da pesquisa realizada e uma síntese de suas discussões e difuculdades encontradas. Estes encontros terão como objetivo: integrar os temas estudados; verificar e avaliar o cumprimento das atividades propostas; e compartilhar a experiência de trabalho, além de, à medida que as discussões avançarem, propiciar estímulo e sugestões para sua continuidade.
Aberto a todos os interessados pretende-se construir um espaço de participação e discussão, que por si só já é inovador tendo em vista o “enclausuramento” dos grupos de pesquisa e a falta de opção para os alunos da graduação, cuja vida acadêmica tem se restringido, geralmente, à sala de aula. Nestes os petianos se encarregam da preparação e apresentação das temáticas, formulam sínteses de suas discussões e fazem um aprofundamento sistemático do tema central da pesquisa do PET.
3. – Processo seletivo – Atividade realizada semestralmente com o objetivo de preencher as vagas abertas para bolsistas e não bolsistas. Os alunos de primeiro período podem participar do processo, porém não para concorrer as vagas mencionadas, mas para serem na qualidade de “observadores” que terão a oportunidade de participar das atividades do Grupo, bem como adquirir experiência e conhecimento sobre como pesquisar, estudar e participar da vida acadêmica. A leitura do manual de orientações básicas (MOB), é parte integrante do processo que estrutura-se em duas etapas consecutivas, a saber: redação e entrevista. A entrevista é individual e realizada por uma banca examinadora composta pela tutora, um professor do departamento e por dois petianos. O processo seletivo baseia-se na observação e na busca de afinidades e características, com a participação coletiva e o máximo de transparência
4. – Palestra – A proposta é realizar palestras mensais, ao longo do período letivo de 2010, sendo duas no turno diurno e duas no noturno. O Grupo tem dois temas centrais norteadores, como já enunciado, o que permite escolher palestras que contemplem essa divisão numa diversidade que possa ampliar as diferentes interpretações do assunto tratado e debatido podendo indicar temas para projetos de pesquisa de alunos da graduação. Se por um lado o Grupo ganha a possibilidade de discutir os temas de suas pesquisas com especialistas, por outro, a comunidade acadêmica da UFF também usufrui de tal ganho ao participar de uma atividade que envolve temas atuais. A atividade possui caráter, inicialmente de ensino, pois envolve a sala de aula, mas está diretamente vinculada à pesquisa, uma vez que se articula com os temas do Grupo; seu caráter extensionista é perceptível uma vez que é uma atividade aberta para toda a comunidade.
5. – Resenhas PET: – Consiste em uma atividade mensal que visa inserir de forma crítica os debates econômicos do momento no cotidiano dos graduandos. Elas serão divulgadas na forma de folheto impresso, em nosso blog, expostas no mural da faculdade e apresentadas nas salas de aula, pelos petianos. Nosso objetivo em divulgar, das mais diferentes formas, é estimular o debate de assuntos em destaque na mídia entre professores e alunos (não só do curso de economia, mas também de outros cursos fornecidos pelo Departamento), assim como, auxiliar na formação de senso crítico e analítico de todos os participantes, além de mantê-los sempre a par dos principais debates econômicos.
6. – Blog: Consiste em um meio de comunicação do grupo PET com a comunidade interna e externa à Academia que ampliará a integração entre os mesmos. Este funcionará não só como um meio de divulgação e de discussão dos nossos trabalhos e atividades, mas também de assuntos relacionados à Universidade e à Sociedade, bem como de textos pertinentes à Economia. O Grupo optou pelo blog, pois a PROAC manifestou a pretensão de fazer uma única página para todos os PET’s da UFF, além deste meio eletrônico ser mais dinâmico, estimular a participação dos leitores por meio de “comentários” e também pela facilidade de atualização contínua.
7. Encontro com a Pós-Graduação – Já vem sendo realizada; a atividade pretende apresentar aos alunos de graduação os projetos de pesquisa desenvolvidos por mestrandos e doutorandos de Economia na UFF. Seu objetivo é familiarizar os graduandos com o universo da Pós, rompendo tabus e esclarecendo dúvidas sobre esse nível do ensino superior, bem como possibilitar aos mestrandos e doutorandos uma oportunidade extra de apresentação e discussão de seus projetos. Já havendo se realizado anteriormente com muito êxito, reconhecido por participantes expositores e ouvintes, a atividade conta com a colaboração do Programa de Pós-Graduação do Departamento. Em caráter inovador, este ano, pretendemos ampliar para outros cursos de pós da UFF através de nossa atividade de ENCONTROS E DEBATES COM O PET que contará com a participação de pós-graduandos de cursos de comunicação social, artes, cinema e letras como expositores dos temas culturais a serem apresentados no evento.
8. – Sala de estudos: A atividade se desenvolverá em paralelo ao período letivo e acontecerá duas vezes na semana: às terças-feiras e às quintas-feiras de 2010. Tal ação objetiva ajudar os alunos da graduação em seus estudos e desenvolvimento acadêmico e fomentando a criação de grupos de estudos dentro da Faculdade. Além disso, por ser uma atividade em grupo, acredita-se que poderá ajudar a inibir a competição excessiva e estimulará a troca de conhecimento entre os participantes petianos e não-petianos, mais adiantados com menos, troca de experiências em técnicas de estudar e de conhecimentos de outras áreas correlatas ao curso de economia.
9. – Recepção aos calouros: O objetivo dessa atividade é promover a integração entre os novos alunos da graduação com os veteranos da Faculdade. Além do grupo PET, a Empresa Júnior e o Diretório Acadêmico da Economia participarão da atividade. Esta será realizada na segunda semana após o início de cada período letivo, em sala de aula a ser escolhida, onde haverá uma apresentação do Grupo e de suas atividades, distribuição de material do grupo de conjuntura, assim como das demais atividades e propostas não só do Grupo como também dos demais participantes do evento.
10. – Mini-curso: O mini-curso é um trabalho a ser desenvolvido pelo Grupo que contará com a participação de pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e professores da Faculdade de Economia da UFF. O objetivo da atividade é oferecer a Grupos Organizados da sociedade (Associações, Sindicatos, entre outros) conhecimento sobre temas como “Pensar o Futuro”, tema central deste ano do Grupo.
Também o “Boletim de Conjuntura” será utilizado na administração e formatação do mini-curso. Dessa maneira o grupo pretende integrar ainda mais a atividade extensiva com a pesquisa e o ensino, através da pedagogia tutorial.
No mini-curso, os petianos e alunos que trabalham na Conjuntura atuaram como monitores nos debates a serem realizados. O objetivo dos “monitores” é estimular a discussão na atividade, de forma coletiva, facilitando a troca de informações e conhecimento. A realização do mini-curso destaca o papel de extensão do Grupo e reforça a sua integração com a sociedade civil, trazendo também para os estudantes uma experiência e vivência de ensino e de cidadania diferente.
11. Encontros e Debates com O PET – Consiste de atividade a ser realizada uma vez por semana, fora da sala de aula – no hall de entrada da Faculdade – e terá como tema não só assuntos de Economia como também sobre a profissão do economista, temas culturais (cinema, teatro, música, política, entre outras), durante uma hora onde um convidado, aluno/professor/pós graduando/profissional de economia, ou não, ex-petiano, etc. … apresentará um tema escolhido para ser debatido a partir dos interesses manifestados pelos alunos do curso. Esta atividade já conta com o apoio da Faculdade e será realizada às sextas-feiras de 13 às 14 horas. Também será reconhecida como atividade complementar por vários cursos da UFF, valendo créditos para os que dela participarem.
12. – Economia e Literatura
A atividade consiste em reunir alunos da graduação, petianos ou não, uma vez por mês para a discussão, após a leitura, da obra literária “A Economia em Machado de Assis “ de Gustavo Franco, onde o autor aproxima parte da obra de Machado ao contexto econômico de sua época, mostrando uma face de sua obra literária que muitos não conhecem. Após cada reunião, um petiano estará apto a fazer uma resenha sobre o que foi discutido, que será publicada no blog do Grupo PET-ECONOMIA/UFF.
Também será aberto espaço para discussão com estudantes e professores do Curso de Letras da UFF sobre o referido livro, numa tentativa de complementariedade de enfoques sobre o livro e toda a obra de Machado.
13. – Pesquisa – O tema “PENSAR O FUTURO”, servirá de norte para a maioria das atividades do Grupo, e, assim sendo, pretendemos aprofundar as reflexões sobre a economia brasileira, numa pespectiva de longo prazo, e das possíveis formas de nossa inserção na economia mundial. Pensar e propor alternativas de longo prazo estão hoje na ordem do dia, uma vez que a situação da economia brasileira é uma das melhores no contexto mundial de hoje. O principal objetivo desta pesquisa será ampliar os conhecimento sobre determinados temas econômicos, a partir da conjuntura, e tentar formular possíveis cenários para os próximos anos. A partir dos fundamentos macroeconômicos que dão sustentação à nossa situação atual, pretendemos pensar alternativas de políticas econômicas para a economia brasileira em longo prazo, partindo da certeza de que o Brasil “tem um potencial enorme de crescimento nas próximas décadas: temos autonomia em petróleo e em outras fontes de energia, possuimos importante capacidade de produção agrícola, temos um parque produtivo industrial e um mercado interno extremamente importantes. Reduzimos a dependência externa em termos de financiamento, temos um padrão de inflação baixíssimo para a história econômica do país e uma situação de controle e gestão das contas públicas inéditos, além de políticas industriais e sociais robustas. São condições que o país jamais conheceu. Cabe a nós brasileiros aproveitar esta oportunidade para produzir um desenvolvimento menos desigual e equilibrado do ponto de vista ambiental.” Logo, o que queremos para o país a longo prazo? O desafio está lançado porque precisamos “pensar o futuro” desde agora!, conforme se expressou Dedeca em entrevista ao Jornal Valor Econômico.

14. – Leitura, recorde e exposição de jornal diário no mural do Grupo – Tem como proposta manter não só os alunos mas também toda a comunidade acadêmica informada. O jornal é selecionado de maneira a priorizar as informações que dizem respeito à economia, e, à política nacionais e internacionais. A simples atividade do jornal é uma oportunidade valiosa para o grupo PET ,de manter exposta a função do grupo com todo o resto da universidade, e para os professores, oportunidade de inserir temas cotidianos em suas aulas. Já temos notícia de professores que fazem uso do nosso mural/jornal como ilustrações em sala.

2.2. Impacto no(s) Curso(s) de Graduação
No planejamento de atividades considere:
• Atividades Inovadoras na Graduação.
• Benefícios acadêmicos da atividade para o grupo e para a comunidade acadêmica relacionada a ações de diminuição da evasão e repetência do curso ao qual está vinculado.
• Ações relacionadas com a inclusão de deficientes no curso (quando for o caso).

2.2.1 – Sobre o caráter inovador das atividades, considerando o Curso de Graduação:
Núcleos Temáticos – Trabalhar com os 12 bolsistas divididos em dois núcleos temáticos permite desenvolver maior autonomia e senso de responsabilidade no grupo, uma vez que estimula o exercício da escolha dos temas de estudo pelos petianos. Assim, em paralelo a atividades de caráter “100% coletivo”, o petiano tem a possibilidade de um maior aprofundamento intelectual e de produção de conhecimento sobre um tema específico. Através de uma diversidade maior de temáticas é possível, também, ampliar o efeito dinamizador desejado no curso de Graduação, alcançando mais interessados. Para além do aspecto “motivacional interno”, a atividade pode ser considerada inovadora por sua estrutura. Afinal, esta desdobra-se em diversas outras atividades de ensino, pesquisa e extensão (ver apontamentos do item anterior), exercendo exemplarmente, assim, a integração entre os três níveis de atuação exigidos pelo Programa.
Sala de Estudos – O caráter inovador da atividade consiste na troca de conhecimento efetivo entre os alunos de todos os turnos e períodos da Faculdade de Economia da UFF, como também por ser uma atividade em grupo que não abranje somente os integrantes do PET, permitirá a inserção do PET ainda mais no curso divulgando e repassando práticas de educação tutorial de estudos, pesquisas, discussões e aprendizagem coletiva.
Atividade com a Pós – Reunir estudantes de Graduação e de Pós-Graduação com o intuito de familiarizar e aproximar pessoas e ambientes normalmente distantes é bastante importante. Isso se dá através de relatos dos projetos e experiências dos pós-graduandos e de uma discussão em tom de conversa decorrente disso, onde aparecem dúvidas, ansiedades, questionamentos e mesmo conselhos. Assim, constrói-se uma espécie de “ponte” que tende a reduzir a mitificação e a distância existentes na relação entre os dois níveis do ensino superior, os quais deveriam estar interligados.
Processo Seletivo – O caráter inovador do processo seletivo de novos bolsistas encontra-se em sua estrutura e funcionamento. Ao romper com os parâmetros comuns dos processos seletivos dos programas de bolsas da Universidade, o referido processo obtém reconhecimento do corpo discente do curso. A avaliação através de um texto escrito e entrevista é feita em conjunto no grupo, onde o professor convidado, os petianos e o tutor refletem, principalmente, sobre aspectos qualitativos do processo e dos candidatos. Além disso, pela própria estrutura do PET, este processo se volta aos estudantes dos primeiros períodos do curso o que dá ao Programa uma dimensão de inclusão na vida universitária existente para além da sala de aula.
Economia e Literatura
Em uma atividade como esta temos a leitura de uma obra focada em aspectos e temas de economia, tratados por não economistas e de forma literária. Este é o seu caráter inovador de transmissão de informações e conhecimentos econômicos e de literatura, conhecimentos estes que serão consolidados com um debate com especialista do Curso de Letras, no caso em Machado de Assis. A integração com outros cursos também pode ser caracterizado como inovadora. Estar diversificando a forma de enxergar a economia pretende-se estar aumentando o interesse pela literatura bem como, ressaltar a importância de uma formação plural, aberta, crítica e deexcelencia na qualidade, contribuindo também para uma ampla formação cultural do profissional de amanhã e de um cidadão pleno.
Resenhas PET: A elaboração destas resenhas, seguidas de debate, busca manter todos os participantes informados sobre as principais discussões econômicas, além de incentivar a formação do senso crítico e de mostrar para os graduandos a aplicação, em situações reais, dos conteúdos que são estudados nas diversas disciplinas buscando assim, aumentar o interesse dos alunos no próprio curso de Economia. A divulgação por meio do folheto impresso também visa atingir a comunidade externa, uma vez que o folheto é entendido como um estímulo para os alunos incluí-los em seus espaços de discussão social.
Blog: Será inaugurado um meio de comunicação dinâmico entre o grupo PET e toda a comunidade. A comunicação entre os mesmos será ampliada devido à área reservada aos “comentários”, local em que todos os leitores poderão participar e opinar acerca dos textos divulgados no blog, inclusive sobre a programação das atividades propostas.
Seminários de Pesquisa – Aberto a todos os interessados, pretende-se construir um espaço de participação e discussão, que por si só já é inovador, tendo em vista o “enclausuramento” dos grupos de pesquisa e a falta de opção para os alunos da graduação , cuja vida acadêmica tem se restringido, geralmente, à sala de aula. Nestes seminários os petianos se encarregam da preparação e apresentação das temáticas, formularão sínteses de suas discussões através do aprofundamento sistemático do conteúdo dos temas de pesquisa.
Atividade de Pesquisa – O que a pesquisa do PET tem de inovação e contribui para oa melhora do ensino da economia é que a mesma não ocorre individualmente, é em grupo; e o movimento de permanente articulação com todas as demais atividades do Grupo permite uma avaliação continuada de seus rumos e futuros resultados. Sempre estamos sendo avaliados pelos alunos e professores de todo o curso – no mural, no blog, nas resenhas e nas exposições orais – assim como pela sociedade civil quando disponibilizamos os nossos conteúdos em mini-cursos e em apresentações em eventos científicos. Todo este processo contínuo resulta em vários produtos: livro, textos para o mural, para o blog e resenhas impressas e papers para eventos acadêmicos ou para mini-cursos.
Encontro e Debate com o PET – Por ser uma atividade informal realizada fora da sala de aula em espaço aberto e de fácil acesso e que abordará temas sócio-culturais e ligados à profissão do economista já se caracteriza como atividade não tradicional. O que a mesma irá trazer de inovação é a aproximação de professores, alunos, ex-alunos, ex-petianos, funcionários e pessoas de outras áreas para o debate sobre vários assuntos culturais e profissionais a partir do interesse manifestado pelos alunos. Pretende-se a partir de consultas informais feitas pelos petianos aos seus colegas trazer para o debate perguntas, curiosidades e questões a serem abordadas pelo expositor na sexta-feira no horário do almoço, no hall de entrada da Faculdade. Desta forma a melhoria, diversificação e multiplicidade de conhecimentos na formação do estudante é o que mais poderá caracterizar o seu aspecto inovador pela forma de veicular essas informações.
Palestras – Tradicionalmente, palestras são conhecidas como formas de transmissão de conhecimento, portanto, uma atividade de cunho de aprendizado. As palestras, ao longo do ano, serão possibilidades de fermentação e ampliação de conhecimento tanto dos membros do Grupo, quanto dos que dela participarem, além de possuir o caráter inovador de melhorar a graduação. Os temas tratados tangenciarão os temas de pesquisa, ou seja, serão as possibilidades futuras, em termos econômicos e sociais, do país.

2.2.2 – Sobre os benefícios acadêmicos da atividade para o grupo e para a comunidade acadêmica relacionada a ações de diminuição da evasão e repetência do curso ao qual está vinculado.
No que diz respeito a este item, o grupo entende que os benefícios referidos estão explicitados ou subentendidos no item anterior. Entende igualmente que não é da competência própria do PET combater diretamente a evasão e a repetência, embora as ações do grupo possam ser direcionadas a períodos do curso mais “críticos’, no sentido de concentrarem os maiores índices de evasão.
2.2.3 – Sobre ações relacionadas com a inclusão de deficientes no curso
Não se fazem necessárias, tendo em vista a não existência de alunos deficientes no Curso.

2.3. Atividades de Caráter Coletivo
• participação em eventos científicos, feiras, mostras, encontros locais, regionais e nacionais.
• atividades integradas com bolsistas de monitoria, iniciação científica e extensão na IES.

2.3.1 – Participação em eventos:
.ENAPET: O encontro nacional dos grupos PET acontecerá na UFRN, localizada em Natal-RN, entre os dias 25 e 30 do mês de Julho. Nele, os integrantes bolsistas e não-bolsistas junto aos tutores, discutirão a eficácia do programa na melhoria da graduação em escala nacional. Com a troca de experiência, o encontro possibilitará o enriquecimento da atuação de cada grupo em suas respectivas universidades.

.SUDESTEPET e I CONGRESSO DE EDUCAÇÃO TUTORIAL: Com o intuito de discutir a qualidade da graduação e o que o PET tem ajudado na melhoria da mesma, o encontro dos grupos do sudeste acontecerá em final do mês de março/início de abril, na UFRJ, que se localiza na cidade do Rio de Janeiro-RJ. O Grupo vem participando das discussões através de sua tutora.

.INTERPET: O encontro dos grupos PET do estado do RJ, se realizará, provavelmente, no mês de Novembro, na UFRJ, no Rio de Janeiro. Tendo em vista um encontro de dimensão estadual, o mesmo propiciará discussões mais específicas sobre características pertinentes a educação no estado e qual o papel do PET para a melhoria da formação acadêmica no RJ.

.AGENDA ACADÊMICA: Durante uma semana do período letivo, mais precisamente no segundo semestre, a UFF abrirá as portas das suas unidades para a toda a sociedade civil para conhecer e assistir trabalhos realizados na universidade. Esse ano, ainda com tema a definir, o grupo PET continuará participando das atividades, aproximando assim a sociedade à academia, e sempre com atividades inovadoras de passar conhecimento – vídeos, show do PET, filmes e debates, minicursos, entre outros.

.SEP: O XV Encontro Nacional de Economia Política realizar-se-á entre os dias 1 a 4 de Junho, em São Luís – MA. No encontro, o Grupo pretende apresentar um baner (forma permitida de participação de alunos de graduação) alinhado ao tema do ano, que é: América Latina e Brasil na nova configuração do capitalismo.

.SEPLA: O Encontro Nacional de Economia Política Latino Americana acontecerá no segundo semestre do ano, no Uruguai. Pretende-se participar com trabalho sobre o tema central de nossas pesquisas: Pensar o Futuro do Brasil na América Latina.

.ABET: A Associação Brasileira de Estudos do Trabalho realizará seu encontro anual no segundo semestre do ano. O Grupo pretende participar do evento apresentando trabalho na forma permitida pelos organizadores e dentro do tema do Encontro.

CEMARX: O Seminário anual produzido pelo Centro de Estudos Marxista se realizará no mês de Novembro, e o grupo pretende se apresentar no encontro com exposição de banner de autoria própria.

2.3.2 – Atividades integradas com bolsistas de monitoria, iniciação científica e extensão na IES:

Como forma de trabalho integrado, o PET-Economia organizará atividades conjuntas para serem executadas na Agenda Acadêmica, Recepção aos Calouros e Encontros e Debates com o PET. Trata-se, essencialmente, de atividades de estímulo à produção de comunicações, pesquisas realizadas nos grupos existentes na UFF e de esforços intelectuais independentes realizados por alunos do curso de Economia ou não (caso dos Encontros e Debates)


3. OUTRAS AÇÕES QUE O GRUPO ACHAR PERTINENTE

1. Reuniões semanais, com presença obrigatória, com o tutor.
2. Uma, ou mais, discussão literária no segundo semestre, orientada por um professor ou pós-graduando do curso de letras especialista em Machado de Assis, autor escolhido. O objetivo da atividade é discutir autores clássicos da literatura, desenvolvendo os horizontes culturais dos participantes de modo a romper as restrições científicas do curso de graduação. O autor foi decidido previamente pelos bolsistas nas reuniões de trabalho.
3. Conversa com professores da UFF, ex-alunos e ex-petianos – objetiva fazer com que os alunos do curso de graduação possam conhecer melhor o perfil e a formação acadêmica dos professores do Departamento de Economia ou não, contribuindo para integração entre alunos, professores e profissionais e dando aos primeiros novas possibilidades de formação e atuação profissional .
4. Lançamento dos Boletins de Conjuntura no início do primeiro e do segundo semestre acompanhado de palestra dos petianos e professores do Grupo de Conjuntura, não só na Faculdade de Economia como também no Instituto de Geociências e Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, todos da UFF.
5. Também iremos fazer a apresentação e lançamento do livro que contém a pesquisa realizada no ano de 2009 – “Desenvolvimento Econômico: sustentável ou não?” ainda no primeiro semestre de 2010.

Outras atividades – há atividades que são realizadas sem estarem previstas no planejamento e sem molde determinado, dependendo das demandas colocadas ao grupo. Essas só irão constar no relatório de atividades.

Anúncios